Início Paulínia Vereadores doam 15 carros oficiais da Câmara para Guarda Municipal

Vereadores doam 15 carros oficiais da Câmara para Guarda Municipal

A iniciativa acatada por todos vereadores da Câmara vai garantir carros para Guarda Municipal de Paulínia que ficou sem viaturas após a empresa recolher as que estavam alugadas para a Prefeitura, mas, sem pagamento

Ele e os demais vereadores colocaram à disposição da Guarda Municipal os veículos oficiais dos gabinetes. Por falta de pagamento, a empresa locadora recolheu parte da frota de viaturas da cidade

Por iniciativa de um grupo de vereadores liderado por Kiko Meschiatti (PRB), a Câmara de Paulínia irá ceder todos os 15 veículos utilizados pelos vereadores para atender a frota da Prefeitura que teve parte de seus carros recolhidos por falta de pagamento à empresa locadora.

A situação mais alarmante atinge a Guarda Municipal, que

Carros Oficiais da Câmara Municipal para uso da Segurança Publica

está utilizando veículos descaracterizados e circulando sem equipamentos como rádios e giroflex. Como medida emergencial, a Secretaria Municipal de Finanças informou que está em negociação com a empresa para tentar retomar os veículos recolhidos.
Após uma conversa entre os vereadores, a proposta foi apresentada para o presidente da Casa, o vereador Du Cazelatto (PSDB), que aprovou a iniciativa. Na quinta-feira (19), Cazelatto informou que a Mesa Diretora aguarda o parecer jurídico da Câmara e logo após, deverá passar por votação durante a primeira sessão ordinário do ano, que acontece no dia 31 de janeiro. Com a aprovação de todos os vereadores, a doação já poderá ser efetivada.
Os veículos a serem doados são dos modelos VW Gol e Nissan March.
“Iniciamos nossas ações pelos serviços essenciais do município e segurança é um assunto que precisa ser debatido com seriedade e atitude. Com o recolhimento das viaturas e até de bases móveis, o patrulhamento e a segurança de nossa cidade está sendo comprometido, por isso, faremos o que estiver em nosso alcance para amenizar os danos. Estamos fazendo nossa parte”, disse Kiko.
De acordo com informações da prefeitura, a dívida com a empresa Luis Viana Transportes Ltda chega a R$ 2.404 milhões, em pagamentos atrasados desde agosto de 2016. O número de veículos que foram recolhidos pela empresa no último ano e a quantidade de veículos que estão em operação atualmente não foram revelados.
“É alarmante, mas a situação de caos na já está instalada. O que podemos fazer agora é trabalhar na tentativa de reverter isso o quanto antes para que a população sofra o menos possível até a cidade entrar nos trilhos novamente”, ressaltou o vereador.
O presidente Du Cazelatto divulgou, em nota, que a Câmara “está atenta à situação econômica da cidade, e que os veículos doados poderão atender a serviços essenciais do município que estão deteriorados”.

Atendendo as reivindicações da população
Durante esta semana, um grupo de vereadores formado por Kiko Meschiatti, Filhos da Fruta, Xandinho Ferrari, Marcelo D2 e Tiguila iniciou visitas aos locais de maior número de reclamações da população.
Eles visitaram locais destinados à pratica de esportes e lazer, mas que segundo os moradores locais, estão abandonados e precisam de manutenção, como no caso do Mini Pantanal, no parque da Represa, Parque das Flores, na região do Jardim Primavera,  o Poliesportivo do Monte Alegre, o Ginásio de Esportes do Centro e também o Parque Ecológico.
“É lamentável a situação de abandono desses locais. No Poliesportivo, por exemplo, as piscinas viraram criadouros de dengue, tem esgoto correndo a céu aberto. A pista de bicicross e as quadras precisam de manutenção. Está tudo abandonado”, disse Kiko.
Na opinião do vereador, esse local poderia ser uma opção de lazer durante as férias escolares. “É triste ver o estado em que se encontra esses locais. O Poliesportivo já foi muito utilizado em aulas de natação, hidroginástica e também com as piscinas livres para nossa população. Seria uma boa opção durante as férias se não estivesse nesta situação”, lamenta.
Outro local que precisa de atenção especial é o Parque das Flores. Segundo Kiko, hoje o lugar não tem condições de ser frequentado devido à falta de manutenção. “Estivemos lá e constatamos que as reclamações dos moradores daquela região não são em vão. O mato tomou conta e não tem iluminação durante a noite, o que facilita o uso do local para atos ilícitos”.
De acordo com o vereador, a atual situação das piscinas do Ginásio de Esportes do Centro pode ser considerada um desrespeito com a população. “Me revolta ver essa situação. Eu frequentava esse lugar, meus colegas vereadores frequentavam esse lugar. Aqui acontecia aulas e competições de natação. Olha o que isso virou. Isso é uma falta de respeito com a população”, disse.
Após verificarem a situação dos locais visitados, os vereadores se reunirão com os secretários de Esportes, Meio Ambiente e Obras para discutir o que poderá ser feito de imediato ou a curto prazo nesses locais. “Estamos apresentando a situação para as pastas responsáveis. Queremos que os secretários analisem e respondam para população o que poderá ser feito para que esses locais voltem a ser locais de lazer e recreação”, concluiu.