Início Uncategorized Mal a pior

Mal a pior

Por Wilson Machado

Enquanto a banda podre que vem enricando com o desgoverno fica me criticando porque assumi a responsabilidade de falar abertamente dos problemas que Paulínia vem enfrentando por causa da irresponsabilidade administrativa, os acontecimentos da semana são prova de que a coisa pública vai de mal a pior para a população a cada dia que passa. Ou alguém tem dúvida de que promover um evento que faz apologia às drogas e só dá lucro para os seus donos é saudável para a cidade?

Vida e morte

As dezenas de milhões públicos investidos no SWU não voltam mais, enquanto isso, tem gente padecendo no Hospital Municipal. Como disse aqui na semana passada, uma mulher que vive e paga seus impostos em Paulínia teve a fratura exposta de seu braço calçada com um cabo de vassoura porque não tinha tala no Pronto Socorro. Esta semana, a mesma mulher foi parar na UTI devido a complicações da cirurgia. Estamos acompanhando o caso com a esperança de que ela melhore o quanto antes. Enquanto isso, esperamos que esse desgoverno pare de tratar os paulinenses como dados estatísticos.

Vida e morte 2

Outra questão repugnante que vem acontecendo na saúde de Paulínia é a falta de tratamento para as pessoas com câncer na cidade. Enquanto os pacientes ficam sem a quimioterapia porque falta o remédio que vai no procedimento e porque a Prefeitura não pagou a clínica responsável pela realização, a secretária de Saúde tem a coragem de ir à televisão dizer que o atendimento está normal. Eu fico pensando: então os pacientes estão mentindo? Estão reclamando e se negando a receber tratamento? Enquanto a Prefeitura mantém a ladainha, todos nós sabemos que o câncer não espera. Até onde vai essa incompetência?

Desgoverno

O atendimento precário numa cidade milionária como Paulínia é inadmissível, uma vergonha, uma prova de que o que se faz neste desgoverno é lixo, nada mais! Ao menos temos percebido as movimentações da Polícia Federal e do Ministério Público na nossa região. Primeiro, a corrupção de Campinas que culminou no impeachment do Dr. Helio. Agora, outras 11 pessoas foram presas em Limeira, inclusive a primeira dama, por corrupção, desvio de verba pública e formação de quadrilha. Não vejo a hora de uma faxina assim acontecer em Paulínia, porque sujeira, e das grossas, é o que não falta!

Lambança

A falta de atenção desse desgoverno é tão clara, tão evidente, que quando o assunto é prioridade, o que a gente vê é uma lambança total, uma falta de noção e controle absurdos. Vejam o caso da transferência dos alunos da EE Flora para a Emef Núcleo. Centenas de alunos do ensino médio foram às ruas nesta sexta-feira para tentar alertar aos de ensino superior que estão no poder que trocar um problema por outro não é solução. A realidade é que faltam escolas para abrigá-los e jogá-los de lá e para cá só porque tem ônibus para levá-los, é um absurdo. Afinal, além de mais gasto, é desgaste em dobro para os estudantes!

Assalto

Me senti assaltado esta semana quando vi no Semanário que a Prefeitura de Paulínia contratou uma agência de publicidade por R$ 4 milhões para fazer divulgação de seus atos pelo período de um ano, exatamente o ano que antecede à eleição. É, parece que o dinheiro público será torrado na tentativa de reeleição do desgoverno. O pior é saber que este vai ser só mais um dinheiro público gasto em vão, sem retorno algum para a população e muito menos para o fazendeiro que, merecidamente, tem a maior rejeição de administração pública de toda a região. É assalto na cara dura!

Pense mais

“Uma reflexão faz a ideia ecoar na mente”. Elanklever